Seja Bem-vindo

Atendimento : Segunda a Sexta feira - 07:30h às 18h
  Contato : 62 3093.7804 / 3093.7806

cresce numero de infartos

Cresce o Número de Infartos em Pacientes de 30 até 40 Anos

Parte 1 – Cresce o Número de Infartos em Pacientes de 30 até 40 Anos. Da Serie – Cuide do seu coração e viva a vida intensamente. A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) estima que por dia morrem no Brasil cerca de 950 pessoas.As doenças cardiovasculares são responsáveis por 29,4% de todas as mortes registradas no País em um ano.Segundo o estudo, o homem fumante tem três vezes mais chance de ter um infarto que o não-fumante. Os riscos provocados pelo comportamento superam inclusive histórico familiar de doença cardiovascular.Quais os fatores de risco?As pessoas jovens que infartam, normalmente apresentam 2 ou mais dos seguintes fatores de risco:. Obesidade. Tabagismo. Hipertensão. Diabetes. História familiar.. ColesterolAlém dos fatores de risco comuns descritos acima, é frequente encontrar entre os jovens (menores que 40 anos) que infartam, as seguintes condições especiais:. Alterações da coagulação como doença de Leiden. Síndromes familiares que apresentam colesterol elevadíssimos. Vasculites (doenças que causam inflamações dos vasos) como Kawasaki. Insuficiência renal em hemodiálise com início na infância. Doenças auto-imunes como lúpusO que é infarto?O infarto do miocárdio acontece quando parte do musculo cardíaco começa a necrosar por falta de irrigação sanguínea, causado, principalmente pela obstrução de uma artéria coronária. O entupimento é causado pelo acumulo de placas de gordura nas paredes do vaso. Quando um fragmento se desprende ou um coagulo e formado, há o bloqueio do fluxo de sangue e uma consequente falta de nutrientes e oxigênio para o coração. O resultado são danos e sequelas irreparáveis ou até mesmo a morte.Quais os sintomas de um infarto?Os principais sintomas do infarto em adultos jovens são: a falta de ar e a dor continua no peito, com sensação de compressão, que se propaga para o braço, causando formigamento na garganta, no braço e na mão, sendo mais frequente no lado esquerdo.Caso tenha gostado do artigo, compartilhe-o nas redes sociais e não deixe de ler a segunda parte.